1/30/2008

Dia Escolar da não violência e da Paz




No dia 30 de Janeiro comemorou-se o dia escolar da não violência e da paz.

A professora Isabel Barros do Departamento de Língua Portuguesa dinamizou um debate, para várias turmas, onde deu a conhecer algumas personalidades mundiais dedicadas à causa da paz, tais como : Gandhi, Martin Luther King e Nelson Mandela.

No final, os alunos tiveram a possibilidade de debater a não violência na escola e saber como lidar com situações problemáticas de "bullying.

1/25/2008

Saúde em Palavras


Os alunos concorrentes deverão realizar um trabalho escrito de acordo com o regulamento, a consultar na biblioteca escolar e entregá-lo nesse local ou na biblioteca municipal, até final do mês de Fevereiro. Os trabalhos serão avaliados numa primeira fase ao nível de cada concelho, e os premiados nesta fase concelhia serão posteriormente apreciados por um Júri a nível regional.


São diversos os prémios a atribuir, tais como computadores, máquinas fotográficas ou leitores portáteis de CDs e "cheques-livro".


O Livro mais Perigoso

Um livro perigoso
anda à solta na biblioteca da tua escola.


Descobre-o!
Apanha-o!

Sê o herói/heroína!

Concurso

Objectivos
Este concurso tem por finalidade promover o prazer da leitura.

Condições de Participação
Poderão participar neste concurso:
» alunos do 1º, 2º e 3º ciclos;
» pessoal docente
» pessoal não docente.

Apresentação dos Trabalhos
Os concorrentes deverão entregar, na Biblioteca Escolar, a ficha de Leitura devidamente preenchida, até ao dia 29 de Fevereiro de 2008.

Selecção dos Trabalhos Premiados
O júri será constituído pelos elementos que integram a Equipa da Biblioteca Escolar.

A Equipa da Biblioteca Escolar

1/23/2008

Top Leitores




Concurso Top leitores

A aluna Filipa Cortes, do 7º A, tem-se destacado, mensalmente, por ser a pessoa que mais lê na nossa escola. É uma aluna assídua na biblioteca escolar e um exemplo a seguir por todos os alunos.......Os nossos parabéns !

1/15/2008

Finalmente abrimos portas !

Após as fortes chuvadas, que se fizeram sentir e que danificaram muitos livros da nossa biblioteca conseguimos reabri-la.
Poderiamos mostrar imagens da destruição. Mas para quê falar em coisas tristes ?


Não será muito melhor pensar em termos de futuro e acreditar que os dissabores nos deram ainda mais força para tentar construir mais e melhor ?


Ficam aqui algumas imagens deste espaço com o qual tentamos servir toda a comunidade educativa.